4 maneiras práticas de glorificar a Deus em nosso corpo

4 maneiras práticas de glorificar a Deus em nosso corpo

“…glorificai a Deus no vosso corpo” (1Co 6.20).

Uma vida para a glória de Deus é a razão de nossa existência. Obviamente, como enfatizaram os reformadores do séc. 16, isso significa vivenciar toda a nossa realidade – trabalho, estudo, relacionamento, lazer etc. – com o objetivo último de glorificar ao nosso Criador (cf. 1Co 10.31).

E o nosso corpo entra nessa lista? Claro que sim. Mas não da maneira que muitos acreditam. Afinal, a glória é para ser dada a Deus e não a nós mesmos. Então, veja ao menos quatro maneiras de cumprir a ordem bíblica do versículo acima.

  1. Cuide-se integralmente. Uma maneira clara de glorificar a Deus com nosso corpo é cuidando dele o melhor possível. “Sossego mental, alegria de espírito e uso sóbrio de comida, bebida, remédios, sono, trabalho e recreios”[1] são boas maneiras práticas de se fazer isso.
  • Vista-se modestamente. Se devemos glorificar a Deus com nosso corpo, as roupas que vestimos são importantes nesse objetivo. Sensualidade e exibicionismo não devem pautar nossas escolhas quando o assunto é roupas. Glorificar a Deus com nosso corpo também inclui cuidar do modo como nos vestimos.
  • Use-o para santificação. A partir do momento em que o Espírito nos converteu em arrependimento e fé, devemos mudar o modus operandi de usar nosso corpo. Se antes ele era instrumento de impureza e maldade, agora deve ser instrumento de santificação (cf. Rm 6.19).
  • Lembre-se do essencial. Voltaremos ao pó (cf. Gn 3.19). Isso deveria refrear nossos impulsos estéticos insanos. A beleza é passageira – e até enganosa (cf. Pv 31.30). Portanto, lembre-se do essencial: cuidar o melhor possível, como bom mordomo, daquilo que Deus colocou em suas mãos, recordando sempre da promessa de que um dia seremos incorruptíveis. A nossa real esperança está no Cristo ressurreto (cf. 1Co 15).

Enquanto esperamos a incorruptibilidade, eu e você seremos tentados ora a idolatrar nosso corpo, ora a menosprezá-lo. Essa luta será constante em toda a nossa vida. A única maneira de vivermos equilibradamente entre esses dois extremos é usar nosso corpo para glorificar ao Criador.

Eron Franciulli Coutinho Jr


[1] Catecismo Maior de Westminster. P. 135.

0 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *