9 Passos para um Namoro Centrado na Palavra de Deus

9 Passos para um Namoro Centrado na Palavra de Deus

Em 2011, Paramount e Sony Pictures lançaram quase que simultaneamente dois filmes com roteiros bastante parecidos, a saber “Sexo Sem Compromisso” e “Amizade Colorida”. Ambos os filmes – recheados de atores e atrizes renomados entre os jovens, como Ashton Kutcher, Natalie Portman e Justin Timberlake – retratam a história de dois amigos que se propõem a usar um ao outro apenas para sexo casual, sem nenhum compromisso.

No entanto, durante a trama, à medida em que se aproximam, eles são “obrigados” a desfazerem o acordo inicial, pois acabam se apaixonando um pelo outro. Depois de algumas idas e vindas, vendo, então, que não poderiam resistir ao sentimento, eles decidem assumir um compromisso entre eles.

A moral da história em ambos os filmes é que não há certo ou errado quando se trata de iniciar relacionamentos. Um namoro também pode ser construído com prazer egoísta, “pegação” e brincadeira. Não precisa haver regras ou limites, somente a liberdade de se fazer o que quiser, quando quiser, como quiser e com quem quiser. Compromisso, altruísmo e amor sacrificial são apenas prováveis consequências.

Embora não seja possível negar que alguns relacionamentos sérios que vemos por aí começaram desse modo, é possível, com certeza, afirmar que esse não é o modo de namorar que agrada a Deus. O ideal de namoro que ambos os filmes e a nossa sociedade estimulam certamente não está de acordo com os princípios de santidade que as Escrituras exigem dos que se dizem cristãos (At 15.29; 1Co 6.18,19 e 7.1-2; Ef 5.5; Hb 13.4; entre outros).

Então, pensando sobre como o namoro tem se tornado cada vez mais imoral em nossos dias, causando assim profundas feridas emocionais, psicológicas e até mesmo físicas nos jovens, proponho abaixo nove passos que penso ser fundamentais para quem deseja namorar em um futuro próximo (ou já está namorando) e deseja fazê-lo em santidade – comprometido, acima de tudo, com Deus e com sua vontade:

  1. Não inicie um namoro com alguém que não compartilha da sua fé em Cristo. Nossos pensamentos, emoções, vontades e atitudes sempre refletem aquilo que cremos. Então, como esperar que seu/sua namorado(a) tenha uma vida condizente com o evangelho sem que ele(a) creia em Cristo? (2Co 6.14,15). E o fato de Deus usar de misericórdia com algumas pessoas que negligenciaram esse princípio não invalida a regra. Não corra o risco.
  2. Não inicie um namoro somente porque você se sentiu atraído pela beleza da outra pessoa. Beleza é muito importante, mas não é fundamental – uma vez que ela é passageira (Pv 31.30). O principal critério para a escolha de um(a) namorado(a) deve ser o quanto ele(a) reflete da beleza de Cristo em sua vida. Aí está a verdadeira beleza.
  3. Não inicie um namoro sem se comprometer desde o início. Jovens que “ficam” para ver ser querem namorar ofendem a Deus, pois exaltam o prazer egoísta e não o amor altruísta prescrito na Escritura (Mc 12.33), e ofendem também ao próximo, pois apenas o usa como objeto para satisfazer suas carências físicas e emocionais.
  4. Não inicie um namoro sem o consentimento/envolvimento de seus pais e dos pais da outra pessoa. Jovens que desprezam a autoridade prescrita por Deus na Bíblia não são independentes, são tolos (Êx 20.12; Ef 6.1-3). Namoro proibido só é romântico e feliz em filmes. Na vida, ele é problemático e causa feridas.
  5. Não inicie um namoro sem o consentimento/envolvimento de seu pastor. Ele falará as verdades que você precisará ouvir (inclusive aquelas que você não irá querer), orará por você, o aconselhará e lhe ensinará os preceitos de Deus para que você viva em santidade.
  6. Não inicie um namoro sem ter um plano de leitura da Bíblia e de oração um com o outro. Lembre-se de que estar perto de Deus é o que os tornará mais próximos um do outro.
  7. Não inicie um namoro sem planejar o tempo que será investido no relacionamento. Pouco tempo juntos não é suficiente para criar vínculos. Muito tempo juntos pode produzir dependência emocional, o que afetará o relacionamento. Equilíbrio no uso do tempo é fundamental para um namoro ser saudável.
  8. Não inicie um namoro sem um plano muito específico e rigoroso para evitar o pecado sexual. Acreditar que você é forte o suficiente para se manter puro até o casamento é o primeiro passo em direção ao erro.
  9. Não inicie o namoro se você não está disposto a se casar assim que for possível. Se você se acha muito novo(a) para se casar é provável que você seja muito novo(a) para iniciar um namoro. “Namoro-passatempo” só serve para causar feridas e desgastes.

Enfim, observando esses aspectos é possível experimentar um namoro centrado na Palavra de Deus, que o glorifica e que produz ao mesmo tempo santidade e felicidade. Então, não faça concessões. Antes de iniciar um namoro, comprometa-se, acima de tudo, com Deus e com sua Palavra.

Eron Franciulli C. Júnior

4 Comments

  1. Karoline Morgana

    De todos os relatos e passos abordados sobre o namoro em Cristo, para mim, este foi o mais pertinente de todos. Sábias palavras. Fico agradecida.

  2. Raiza Fernandes

    De todas as dicas que já li sobre namoro essas foram as mais proveitosas! Espero aplicá -las. Obrigada!

  3. IDANILDA

    Texto excelente: simples e prático. O que nos falta na área sentimental é uma fé mais racional, no sentido de crer que realmente Deus pode controlar essa área melhor do que nós e que sua soberania excede nosso entendimento, às vezes, entregamos em oração e até mesmo na prática diversas áreas de nossas vidas, porém insistimos em controlar de maneira irracional nossos sentimentos. Quando a glória de Deus deixa de ser nosso alvo, simplesmente nos perdemos e nos confundimos inclusive em relação ao que queremos, nossas orações e nossas práticas tornam-se contraditórias e então caímos em pecado. O fato de estarmos fitados no mundo que nos circunda também é um sério problema, principalmente quando este não admite o senhoril de Cristo, a convivência com ideias e valores contraditórios a Palavra podem nos cegar momentaneamente nos levando a viver conforme o presente século. Gostei bastante da frase: “Antes de iniciar um namoro, comprometa-se, acima de tudo, com Deus e com sua Palavra.” Realmente se não somos capazes de viver um relacionamento sólido, constante e profundo com Cristo, não estamos preparados para sermos bênção na vida de alguém. Que possamos aproveitar a fase de solteiros para a glória de Deus, firmando nosso relacionamento e aprendendo com sua misericórdia e graça.

  4. Ariel Araujo de Oliveira

    Esse é o melhor texto que já li sobre o assunto. Instrutivo, esclarecedor e realista. Parabéns e obrigado!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *