A Voz na qual confiar

A Voz na qual confiar

…mas procurai compreender qual a vontade do Senhor” (Ef 5.17b)

Decisões, escolhas e caminhos a seguir fazem parte de nossa vida. Diariamente precisamos tomar decisões, desde as mais simples até as mais complexas. Algumas escolhas são fáceis de fazer, outras, porém, podem ser de grande complexidade e exigirão mudanças radicais em nossa vida, podendo ainda afetar outras pessoas. Diante de tantas providências a serem tomadas, qual será a vontade de Deus?Como descobrir o melhor caminho?

Quando estamos em meio a um processo decisório, muitas vozes ecoam em nosso coração. Talvez a pergunta mais recorrente que vem à nossa mente seja: em meio a tantas vozes e tantas opiniões, como poderei distinguir a voz de Deus? As Escrituras registram que um dia o jovem Samuel ouviu a voz de Deus, mas não conseguiu distingui-la bem, até que foi instruído pelo profeta Eli (1 Sm 3.1-10). Já Gideão, quando buscava a vontade de Deus para uma determinada decisão, pediu sinais e comprovações da vontade do Senhor.

A Bíblia diz também que é possível experimentar a“boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm 12. 2b). Que caminho devemos trilhar para que não sejamos tomados por questões místicas tais como sonhos, revelações, profeciasetc? Como agir quando temos decisões a serem tomadas em nossa vida?

John Stott procura trabalhar essas questões das escolhas e decisões da vida em seu livro “Crer é também pensar” [1], lá encontramos alguns princípios gerais, e de grande importância, que irão nos ajudar a conhecer a vontade do Pai. Entre eles, quero destacar:

1)Busque orientação na Palavra de Deus – O Salmo 119.105 diz: “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos. ”

2)Nunca deixe de orar – A oração é nosso acesso direto ao Pai e é através dela que conhecemos mais ao Senhor e a sua vontade. A Bíblia recomenda em 1 Ts 5.17 “Orai sem cessar.”

3)Ouça conselhos de seus pais – Os pais são instrumentos de Deus para nossa orientação. Numa sociedade em que muitas vezes os conselhos são deixados de lado, Deus nos chama a ouvir aqueles que nos amam e podem nos orientar.  “Filho meu, ouve o ensino de teu pai e não deixes a instrução de tua mãe.” (Pv 1.8)

4) Busque conselho com amigos confiáveis – Se você for sábio, pedirá conselhos a pessoas maduras ou mesmo ao seu amigo que é temente a Deus.“Quem anda com os sábios será sábio, mas o companheiro dos insensatos se tornará mau.” (Pv 13.20)

5)Observe as circunstâncias – Deus nos fala através das circunstâncias e nos indica, muitas vezes, através delas se estamos no caminho escolhido por Ele. As circunstâncias não são a prova definitiva da vontade do Senhor, mas somadas as demais, podem nos ajudar em nossas decisões.

Após verificar todas essas coisas, pondere bem, pense bíblica e racionalmente, nunca deixe de orar, ouça pessoas que te amam e que amam a Deus e fique de olho nas circunstâncias. Experimente o discernimento que Deus lhe dará em relação a elas e faça suas escolhas racionalmente. Não existe uma fórmula mágica para suas decisões, mas os princípios aqui expostos te ajudarão nas escolhas de sua vida. Que a voz de Deus ecoe em seu coração e te dirija em caminhos seguros e agradáveis ao Senhor.

Pr. Fábio Borges Coutinho

 

[1] STOTT, John W. Crer é também pensar. São Paulo: ABU Editora, 2012.

0 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *