Como Conhecer a Vontade de Deus

Como Conhecer a Vontade de Deus

Conhecer a vontade de Deus é um dos desejos mais frequentes do verdadeiro crente. O próprio Senhor Jesus afirmou que seu irmão (irmã) é “qualquer que fizer a vontade de Deus” (Marcos 3.35). Adificuldade nesse sentido não diz respeito a “vontade geral” de Deus, pois essa é claramente revelada nas Escrituras. Por exemplo, a vontade de Deus é que “que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento” (2Pedro 3.9). Também, a vontade de Deus é a santificação do crente, sua dedicação exclusiva ao Senhor (1Tessalonissenses 4.3). Também, atendendo a vontade de Deus, Jesus Cristo se entregou na cruz para que seus discípulos fossem desarraigados desse mundo perverso (Gálatas 1.4). Dessa maneira, para conhecer a vontade geral de Deus, basta ler e meditas nas Escrituras Sagradas.

Todavia, não é fácil conhecer a “vontade específica” de Deus para tomada de algumas decisões pessoais nesse mundo. Por exemplo, “qual é a vontade de Deus para um negócio que estou prestes a fazer?”. Ou então, “com quem ou quando devo me casar?” E tantas outras questões pessoais que acabam consumindo muito de nosso tempo, atenção e preocupação.

No artigo a seguir, o Rev. Francisco Leonardo (um de meus mentores na vida cristã), com o seu costumeiro tom pastoral, compartilha o que foi benéfico para ele e sua família nesse sentido e deixa uma boa lição para todo crente que realmente deseja obedecer e glorificar o Senhor por meio de suas decisões. Aqueles que conhecem o Rev. Francisco devem tê-lo visto praticando esses princípios inúmeras vezes. Assim, compartilho o texto abaixo na esperança de que ele abençoe sua vida como tem feito com a minha.

Valdeci Santos

 

Como Conhecer a Vontade de Deus (Frans Leonard Schalkwijk)

O Senhor geralmente nos guia através da sua Palavra, pelas circunstâncias ou pelo conselho dos outros. Mesmo assim, certas situações continuam de difícil solução. O primeiro passo em prol de uma solução sempre é querer fazer a vontade de Deus, não somente conhecer a sua vontade. Se o nosso coração disser: “Sim, Senhor, pela tua graça, quero fazer a tua vontade”, o Espírito Santo nos guiará, não como se fosse por um GPS, mas mais como por uma bússola.

Como seguí-lo? Confiar no Senhor e deixar ele nos guiar. E, num entroncamento, não passar por uma luz vermelha!

O que nos tem ajudado na resolução de situações como estas são passos simples:

  1. Escreva num papel Sl 25.12; 32.8; 143.10 (promessas de Deus e nossa oração).
  2. Depois, faça duas colunas.
  3. Na coluna esquerda, coloque um grande “+” (positivo), e na direita um “-” (negativo).
  4. Orando, comece anotar os argumentos pró (+) e contra (-).
  5. Depois, anote a sua conclusão preliminar.
  6. Por umas semanas, coloque-a diante do Senhor e fale sobre ela com irmãos dedicados.
  7. Acrescente ou mude os seus argumentos pró ou contra.
  8. Escreva a sua conclusão final, colocando-a diante do Senhor.
  9. Tendo paz, ande (pois cavalo parado não dá para guiar). Ande com cuidado e . . .
  10. Confie que Deus colocará m obstáculo se for necessário, baseando-se em Rm 8.28.
Tópico: ……………………………………………..

Salmo 25.12; 32.8; 143.10

 

+
1.       1.
2. 2.
3. 3.
4. 4.
5. 5.

Conclusão preliminar: ……………………………………………………………………………

Orar e falar: …………………………………………………………………………………………

Conclusão final: ……………………………………………………………………………………

Orar e andar (desvio? Romanos 8.28)

Mas se por desobediência entrarmos num caminho errado, criando uma situação irreversível? Confessamos nosso pecado, não procurando consertar o impossível por nós mesmos. Assim, Moisés, depois da revolta advertiu os israelitas a não tentar entrar mias em Canaã (Nm 14.44). Também, Samuel não voltou para trás depois de o povo reconhecer que errou ao exigir um rei, mas ele os advertiu a continuar a caminhada, obedientes a Deus (1Sm 12.20,23).

Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, e que ele transforma as nossas derrotas nas suas vitórias.

Extraído de Meditações de um Peregrino. Cultura Cristã, 2014

0 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *