Compromissos de Membros

Compromissos de Membros

SONY DSC

Ser membro de uma igreja local implica em benefícios e responsabilidades. Normalmente gostarmos e até celebramos os benefícios como: assistência espiritual, aprendizado pela exposição e ensino da Palavra de Deus, comunhão com os irmãos, a condição de poder votar e ser votado para diferentes cargos na igreja etc. Todavia, nenhuma associação consiste apenas de benefícios! Os deveres também fazem parte de qualquer relacionamento e isso não é diferente na vida cristã.

O crescimento e amadurecimento espiritual do cristão ocorre na medida em que ele experimenta a graça e a verdade de Deus aplicadas à sua vida diária. Há diferentes maneiras de isso acontecer, mas uma delas é por meio do comprometimento com uma igreja local. Assim, abaixo há uma relação de seis compromissos a serem assumidos pelos membros de qualquer igreja local que evidenciam as atitudes de verdadeiros discípulos de Cristo.

  1. Adoração e participação no culto público
    Compreendo que o culto a Deus, tanto o comunitário com o individual, é uma maneira importante de expressar amor e gratidão a Ele, o cristão se compromete a participar sistematicamente do culto público. É verdade que pela leitura diária da Bíblia e orações regulares, o crente cresce por meio de seu culto diário. No entanto, a participação do culto público faz com que o discípulo de Cristo seja exposto à exposição das Escrituras, desfrute da comunhão, alegria e entusiasmo do povo de Deus no louvor ao Deus vivo! Por isso, a Bíblia exorta ao cristão que não deixe de congregar (cf. Hebreus 10.25).
  2. Pureza de vida e santidade prática
    A vontade do Senhor para os seus filhos é que eles vivam em santidade, ou seja, diferente dos incrédulos e dedicados a Ele (cf. 1Tessalonissenses 4.3). Além do mais, o próprio Deus exorta que os crentes sejam santos porque ele é Santo (cf. 1Pedro 1.16). Santidade para o cristão não significa “perfeição nesse mundo”, mas pureza de vida e separação das práticas do mundo em rebelião contra Deus. Por essa razão, o discípulo de Cristo se compromete a se esforçar para viver diariamente em pureza de vida e santidade para a glória do Senhor.
  3. Serviço e orações pelos demais membros da igreja
    Deus concede talentos e dons espirituais aos seus servos, os quais devem ser empregados em prol da saúde e crescimento da igreja, que é o corpo vivo de Cristo (cf. 1Coríntios 12.7). Também, como uma família, os membros de uma igreja se comprometem a servir e interceder uns pelos outros. De fato, quando outro membro do corpo sofre, todos sofrem com ele e quando um se alegra, todos com ele se regozijam. Logo, quem assume o compromisso de membresia com uma igreja local deve usar seus talentos e dons para servir a outros e contribuir com a edificação da igreja de Cristo.
  4. Testemunho cristão
    Na Bíblia, o crente é chamado de “testemunha” de Cristo (cf. Lucas 24.48 e Atos 1.8). Em outras palavras, o discípulo de Cristo é aquele que testifica do que o Senhor tem feito em sua vida e expressa as mudanças resultantes dessa intervenção por meio de suas atitudes e comportamento diário. Aquele que procura viver segundo os princípios bíblicos dá um bom testemunho diário, mas aquele que contraria os ensinamentos de Cristo em seu comportamento se torna motivo de escândalo e péssimo testemunho! O verdadeiro crente tem a responsabilidade de compartilhar sua fé em Cristo com outras pessoas, tanto em sua família, local de trabalho e estudos, círculos de amizade e onde se encontrar. Essa atitude não consiste apenas de palavras, mas é substanciada pelo testemunho de vida.
  5. Sustento e contribuições
    Talvez esse seja um dos assuntos mais delicados em relação à membresia da igreja nos últimos dias. Algumas pessoas se recusam a contribuir devido aos escândalos causados por líderes gananciosos e desonestos. Outros, porém, são motivados pela própria avareza e falta de generosidade. Ocorre, porém, que contribuições financeiras (dízimos e ofertas) são, não apenas uma necessidade da igreja local, mas práticas estabelecidas na Escritura Sagrada com respeito à vida comum do povo de Deus. Por isso, o discípulo de Cristo expressa sua maturidade quando assume o compromisso financeiro de maneira generosa e com alegria (2Coríntios 8 e 9).

Concluindo, é possível perceber que alguns deveres cristãos são facilmente ignorados e desconsiderados. No entanto, seguir a Cristo como membro de uma igreja local implica em se desfazer da mentalidade de consumidor (só receber) e adotar a perspectiva do colaborador (aquele que se compromete). Somente assim é possível afirmar que procuramos realmente obedecer as orientações bíblicas sobre a vida cristã.

2 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *