Deus não se revelou pelo Twitter

Deus não se revelou pelo Twitter

“Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra”. 2Tm 3.16

“Uma imagem vale mais que mil palavras.” Essa parece ser a máxima favorita dos marketeiros de nossos dias. É consenso entre eles que a comunicação visual produz maior engajamento no público-alvo do que a comunicação textual. Logo, uma imagem atrativa, um jargão (curto) de efeito e… “perfeito”.

O problema é que a massificação da comunicação imagética em nossos dias tem produzido preguiçosos mentais aos montes. Poucos são os que investem tempo na reflexão de textos bem escritos, que alinham profundidade, precisão e relevância. A maioria tem a paciência para a leitura proporcional aos caracteres de publicação do Twitter. Infelizmente.

Sendo assim, muitos cristãos – especialmente os mais jovens – têm encontrado sérias dificuldades no exercício das disciplinas espirituais, como a leitura bíblica, por exemplo. Ao se depararem com o texto sagrado logo se veem impacientes com as reflexões demandadas da revelação especial de Deus. Se não bastassem o coração pecaminoso e as artimanhas contínuas de Satanás, a própria estrutura de comunicação contemporânea tem os atrapalhado na comunicação mais importante: de Deus com eles, por meio das Escrituras.

Contudo, Deus não se revelou pelo Twitter. Felizmente. Antes, a Palavra se revelou de maneira especial através de milhares de outras palavras, que são suficientes para conduzir o ser humano à vida e à piedade por meio do conhecimento do Criador (2Pe 1.3). E os preguiçosos de hoje em dia, conformados ao espírito de sua época, perdem tudo isso.

Portanto, quando se trata da revelação especial de Deus, uma imagem ou poucas palavras não valem mais que as milhares que ele nos deixou. Somente a reflexão paciente, contínua e dependente do Espírito Santo nas Escrituras pode conduzir o cristão ao verdadeiro conhecimento de Deus.

Eron Franciulli Coutinho Jr

0 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *