Encontrando sentido para a vida…

Encontrando sentido para a vida…

“Atentei para todas as obras que se fazem debaixo do sol, e eis que tudo era vaidade e correr atrás do vento” (Ec 1.14)

Vivemos em um mundo caído, mergulhado no erro e com muitas inconsistências para lidarmos em nosso cotidiano. Muitas vezes, parece que o Deus de justiça e equidade não têm o controle da história em suas mãos, mas isso não é verdade. Sofremos, questionamos e buscamos encontrar um sentido para a vida. Um dia, um homem, que muitos acreditam ser Salomão ou um outro sábio instruído por Deus (por vezes também chamado de o pregador), se enveredou por esse mesmo caminho de perguntas e indagações a respeito da vida e, inspirado por Deus, deixou preciosos registros de suas preocupações e um caminho seguro para o verdadeiro sentido da vida. 

A ideia de que a vida é sem sentido e a frase “debaixo do sol” é expressa várias vezes no Livro de Eclesiastes. Nela o sábio procura buscar uma saída de como o servo de Deus deve viver diante das dificuldades impostas pelo mundo caído, mas que, ao mesmo tempo, é sustentado e controlado pela inescrutável sabedoria de Deus. Não há a intenção de fazer apologia aos que são ignorantes ou rebeldes a Deus, mas o pregador, caminha em busca de um sábio conselho para aqueles que servem ao Senhor de toda a terra. 

Em suas reflexões, o escritor de Eclesiastes busca entender qual o significado do trabalho e da sabedoria e chega à conclusão de que o lucro obtido pelo homem é anulado quando esse é ceifado pela morte (Ec 1.3 a 3.8). Em seguida, o pregador, faz um contraste do trabalho humano e as obras perfeitas e aconselha o homem a desfrutar das simples bênçãos que Deus nos oferece nessa vida (Ec 3.9 a 6.7). Analisando um pouco mais, o sábio faz um contraste da sabedoria humana em relação à inescrutabilidade dos caminhos de Deus e aconselha aos seus leitores a desfrutar da vida e do trabalho ainda que os esforços e a retidão possam não ser recompensados de maneira apropriada nessa vida (Ec 6.8 a 12.7). [1]

Ao refletir sobre o verdadeiro sentido da vida e olhar para as tristes realidades ao nosso redor, pode parecer que a vida não faz sentido. Mas, essa é uma perspectiva do homem que não tem sua confiança posta em Deus. Contrariando a direção do mundo e voltando-se para o Senhor de toda a terra, a perspectiva toma novos contornos e direção. Se fizermos uma abordagem bíblica ela apontará um caminho seguro, pois vê a vida como um dom de Deus (Ec 3.13 e 5.19) e Nele encontramos solo seguro, rocha que sustenta e esperança bem fundamentada.

Quando nossas perspectivas da vida saem do nível horizontal para o vertical, nossas esperanças e possibilidades mudam completamente. Quando abandonamos os esforços humanos, reconhecemos nossas limitações e verificamos a nossa impotência diante de toda a complexidade da vida, encontramos a melhor resposta de Deus para vivermos e vivermos bem, encontramos a Cristo Jesus que garantiu aos que são seus “…eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (Jo 10.10b).

Cristo Jesus é a sabedoria de Deus (1Co 1.24; 30). Nele, encontramos o equilíbrio para as tensões e frustações dessa vida “debaixo do sol”, e aguardamos a redenção final, onde desfrutaremos com Ele da glória eterna de sua presença, da inexistência do mal e das benesses eternas do Reino. Até a chegada desse glorioso dia, a recomendação do Livro de Eclesiastes é: “De tudo o que se tem ouvido, a suma é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem. Porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas, quer sejam más.” (Ec 12.13-14). Que o verdadeiro sentido da vida, Jesus, visite o nosso coração com a Sua graça. 

Pr. Fábio B. Coutinho 

[1] Bíblia de Estudo de Genebra – 2ª Edição revisada e ampliada – Ed. Cultura Cristã – SP, 2009, pg. 855.

0 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *