Felizes os Tristes

Felizes os Tristes

“Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados” (Mt 5.4)

O verso acima expressa um dos maiores paradoxos do cristianismo. Essa afirmação de Jesus opõe-se, categoricamente, ao prazer, à diversão, ao riso fácil e à alegria depositados nas coisas deste mundo. O discurso de Jesus é contracultural e profundamente espiritual. Nele, Jesus condena o riso e alegria fútil do mundo. O que ele quis dizer com isso?

Estudando o grego nas Escrituras vemos que a expressão “os que choram”, usada por Jesus nessa bem-aventurança, é a mais forte de todas as nove palavras gregas usadas para o sofrimento. “Destina-se ao choro pelos mortos” [1]. Embora fosse comumente usada para choro pelos mortos, Jesus, nessa bem-aventurança, não trata da tristeza do luto, mas da tristeza pelo pecado que deveria ser tão doída quanto a perda de uma pessoa amada.

O que realmente significa essa bem-aventurança? O que esse termo comunica? Não se trata de um choro carnal, onde lamenta-se a perda de coisas exteriores e materiais, mas não há lamento pelo pecado. Não é um choro de remorso, como foi o de Judas Iscariotes. Também não é um choro com medo das consequências do pecado e, muito menos, um choro teatral e externo. Não é o choro por puro emocionalismo, mas o choro que parte de um coração profundamente arrependido e que busca a graça e o perdão que só Deus pode dar.

Thomas Watson, pregador puritano e escritor inglês [2], destacou quatro aspectos do verdadeiro significado dessa bem-aventurança: 1) Deve ser um choro espontâneo e voluntário como, por exemplo, o da mulher pecadora que lavou os pés de Jesus com lágrimas (Lc 7.36-50). 2) Deve ser um choro espiritual da mesma maneira que foi o choro de Davi ao ser confrontado por Deus (Sl 51.1-5). 3) Deve ser um choro pelo nosso próprio pecado, assim como fez Esdras (Ed 10.1), e como fez Paulo (Rm 7.24). 4) Deve ser um choro pelo pecado dos outros, da mesma forma como chorou o salmista (Sl 119.136).

Pergunto, então, a você: Qual tem sido o motivo do seu choro? O que faz lágrimas rolarem em sua face? Tiago diz: “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vós que sois de ânimo dobre, limpai o coração, Afligi-vos, lamentai e chorai.” (Tg 4.8 e 9a). O apóstolo João afirmou “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça.” (1Jo 1.9). Os que choram sinceramente pelos seus pecados saberão o que é ter as suas lágrimas enxugadas pela mão amável do Senhor Jesus.

É bíblico e correto dizer que os que choram hoje participarão de uma festa magnífica e gloriosa – as bodas do Cordeiro. Nessa festa haverá alegria para aqueles que choraram pelos seus pecados. Nela teremos a companhia dos anjos de Deus, dos inumeráveis santos redimidos pelo precioso sangue de Jesus. Lá teremos a melhor música e estaremos no melhor lugar. E o melhor de tudo, o próprio anfitrião da festa, o Senhor Jesus, nos receberá com alegria, com vestes brancas e coroa resplandecente. Todas as nossas lágrimas serão enxutas e reinaremos e celebraremos eternamente com o nosso Senhor.

Pr. Fábio B. Coutinho

[1] MacArthur Jr., John. O Caminho da Felicidade. São Paulo: Cultura Cristã, 2001. Pg. 69.

[2] Watson, Thomas. The Beatitudes. Monergism Books. Pgs 62-69.

0 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *