MELHORANDO NOSSA COMUNICAÇÃO

MELHORANDO NOSSA COMUNICAÇÃO

SONY DSC

“Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar”
(Tiago 1.19)

A Bíblia diz que “até o estulto, quando se cala, é tido por sábio, e o que cerra os lábios, por entendido” (Provérbios 17.28).  O domínio da língua é um dos maiores desafios nos relacionamentos humanos   (Tiago 3).

Contudo, é importante também lembrar que o silêncio pode ser extremamente prejudicial aos relacionamentos.  A falta de diálogo pode sedimentar um muro de separação entre as pessoas.  Devemos pedir a Deus que nos ensine a hora de falar e a hora de calar.

Na pedagogia bíblica a respeito da boa comunicação, o texto de Tiago é de suma importância.  Ele nos ensina que muitos problemas poderiam ser evitados se houvesse um cuidado simples de pensar antes de falar.  Depois de falada, a palavra não pode ser recolhida, e a mesma pode resultar em conseqüências desastrosas tais como: ofensas, mágoas e amarguras, decepções, inimizades, e outros.

A fim de evitar uma comunicação deficiente, ou mesmo prejudicial, gostaria de sugerir algumas providências a serem tomadas.  É claro que a aplicação das mesmas requer disciplina e vigilância.  Os frutos, todavia, poderão ser extremamente benéficos.

  1. Importe-se com o outro. O primeiro passo para uma boa comunicação é importar-se com o outro. Procure saber sobre as necessidades, os interesses, as expectativas do seu interlocutor.  Olhe o próximo com carinho e cuidado, pois “como quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles” (Lucas 6.31);
  2. Prepare um lugar adequado para a conversa. Para ouvir bem é preciso que não haja muita distração.  Escolha um lugar tranqüilo e que não esteja tão sujeito a contínuas interrupções. As constantes interrupções e desvios de atenção são grandemente inconvenientes ao diálogo, pois evitam que a conversa flua com eficiência;
  3. Escolha o momento conveniente. Tratar de assuntos importantes em momentos de cansaço e distração é, geralmente, pouco produtivo. A discussão de determinados assuntos deveria ser, inclusive, planejada, a fim de produzir efeito positivo;
  4. Tenha o estado emocional sob controle. Nada mais nocivo para uma comunicação aberta que o descontrole emocional. Pessoas muito irritadas estão mais interessadas em descarregar suas emoções negativas sobre o outro do que ouvir ou mesmo dialogar.

Certamente poderíamos ampliar esta lista de sugestões.  Devemos sempre nos lembrar que: “. . . de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo; porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado” (Mateus 12.36-37).

0 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *