O Cristo Utilitarista

O Cristo Utilitarista

Em seu ensino sobre os últimos dias Jesus disse aos seus discípulos que muitos viriam em seu nome, apresentando-se como o próprio Cristo (Mateus 24.5). Esses “falsos cristos” são profetas enganadores que procuram arrebanhar o maior número de incautos e desviar alguns da comunhão com o verdadeiro Messias. Contudo, os “falsos cristos” não surgem apenas da multidão, mas também na mente de muitos cujas perspectivas sobre o Salvador não possuem qualquer fundamento bíblico. Assim é que, para alguns, Cristo é um revolucionário, um filósofo, um menino dependente de sua mãe ou qualquer outra figura desenhada pela imaginação humana.

Nos últimos dias, Cristo tem sido apresentado a partir de variadas perspectivas pelo próprio seguimento religioso. Às vezes ele é exibido como o “irmão maior”, o “amigo misericordioso” que nunca reprova ou condena, o “terapeuta que auxilia seus seguidores a vencerem os seus temores íntimos” ou então o “gênio da lâmpada mágica” que só é requisitado quando os seus admiradores se encontram em grandes dificuldades.

Contudo, tais perspectivas sobre Jesus são claramente utilitaristas e pragmáticas em si mesmas. Normalmente, as pessoas que têm tais conceitos sobre Jesus querem apenas uma ajuda imediata e, quase sempre, material. O efeito dessa atitude, na verdade, é reverso, pois a pessoa só se afasta do Jesus verdadeiro quando age assim. Ela abraça uma “ideia” ao invés de desfrutar comunhão com uma Pessoa.

A Bíblia apresenta Cristo como o Filho de Deus que se encarnou e derramou o seu precioso sangue na cruz para obter o perdão dos pecados para os seus seguidores. No terceiro dia após seu sepultamento Jesus ressuscitou, obtendo assim vitória sobre a morte e vida eterna para todos aqueles que confiam suas vidas a ele. Esta é a razão porque ele é o único caminho, pois “não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4.12).

Dessa forma, cada pessoa deve manter-se em guarda contra os falsos profetas e os falsos cristos, inclusive aqueles que são gerados pela imaginação humana. O cristo utilitarista é um desvio grotesco do verdadeiro Senhor e seus resultados são certamente insatisfatórios.

Rev. Valdeci Santos

One Comment

  1. Eliana Moura

    Que o Nosso Senhor nos mantenha firmes em seu caminho; perseverando e confiando em suas prescrições não permitindo que nos desviemos.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *