O Nosso Coração

O Nosso Coração

“Enganoso é o coração, mais do que todas as cousas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?” (Jr 17.9)

O coração é a metáfora preferida pelos escritores bíblicos para descrever o homem interior. Segundo o relato bíblico, nele está o centro das decisões, onde acontece a racionalização das escolhas. Somos chamados a analisar o nosso coração segundo os parâmetros das Escrituras e somos responsáveis pelos nossos atos diante de Deus.

O coração representa a essência de uma pessoa, mas se esse coração for enganador, desesperadamente corrupto e mal, a identidade exterior do homem certamente aparecerá revelando o seu ser de forma mais profunda.

Alguém já disse que conheceremos quem realmente somos quando não houver ninguém por perto e estivermos a sós com os nossos próprios pensamentos, com o nosso eu interior, com o nosso coração. Será neste momento único, que seremos revelados a nós mesmos.

Em contrapartida, olhando para a nossa sociedade, notamos que, em sua maioria esmagadora, as pessoas estão preocupadas com a aparência. As academias estão lotadas e as vendas de cosméticos e produtos usados para o bem estar corporal estão em alta. Não há problema em cuidar do corpo, até porque a Bíblia afirma que o salvo por Cristo Jesus é templo do Espírito Santo. A questão é quando mantemos o foco no exterior, sem se importar com nosso interior.

John MacArthur afirma: “Creio que a “geração saúde”, da qual fazemos parte, deveria ser também a “geração pureza”, como diz o provérbio latino: mente sana, corpo sano”. Mas não é isso que acontece e sabemos que será praticamente impossível conviver com uma pessoa que tem uma excelente aparência e um belo corpo, mas é desprovida de caráter interior e moral ilibada cultivada aos pés do Senhor Jesus. Devemos, portanto, cuidar de nosso coração.

Jesus afirmou: “Bem aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus” (Mt 5.8), Ele está chamando nossa atenção para uma limpeza interna e não externa. Por essa razão, será necessário observarmos com atenção o que pode nos contaminar, o que realmente poderá “sujar” o nosso coração afastando-nos de Deus e consequentemente das pessoas. O cristianismo é essencialmente a religião do interior e não da aparência exterior e das boas obras.

Precisamos vigiar e estar em oração para a constante guerra que existe em nosso coração e o desejo ou inclinação de fazer o contrário à vontade de Deus. Calvino escreveu: “O coração humano é uma fábrica de ídolos”. Jesus afirmou: “porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração” (Mt 6.21) e disse ainda que: “… do coração procedem maus desígnios, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias. São estas as coisas que contaminam o homem;…” O coração sempre será o manancial de todas as nossas dificuldades.

Como manter um coração puro? O Pr. Steve J. Lawson [1], nos ensina preciosas dicas:

  • Lave-se na Palavra: Somente o Evangelho tem poder para instrução e santificação de nossa vida. Como mencionou o salmista: “Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti” (Sl 119.11).
  • Lave-se no Sangue: Confesse com sinceridade o seu pecado e creia que somente através do poderoso sangue de Cristo Jesus, você será perdoado. “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1Jo 1.9).
  • Submeta-se ao Espírito Santo: Somente com a ação do Espírito Santo de Deus em nós, seremos moldados pelo próprio Deus Pai, para sermos “conformes a imagem de seu Filho”. Portanto, “enchei-vos do Espírito,” (Ef. 5.18).
  • Ore pedindo pureza: Para um coração enganoso e desesperadamente corrupto como o nosso, precisamos orar ao Senhor como Davi: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável” (Sl 51.10).
  • Ande com os justos: Se quer a verdadeira pureza, ande com aqueles que desejam o mesmo. “Quem anda com os sábios será sábio, mas o companheiro dos insensatos se tornará mau”. (Pv 13.20).

Ouçamos com atenção o que diz o sábio provérbio “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Pv 4.23). Peça ao Senhor para que esquadrinhe o seu coração (Jr 17.10) e que disponha o seu coração somente para temer ao Santo de Israel e andar em suas veredas. Que Ele nos ajude!

[1] https://www.youtube.com/watch?v=ah_IlBl3fpY

Pr. Fábio B. Coutinho

0 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *