O nosso guia

O nosso guia

“Andareis após o SENHOR, vosso Deus, e a ele temereis; guardareis os seus mandamentos, ouvireis a sua voz, a ele servireis e a ele vos achegareis.” (Dt 13.4)

Se você já fez uma excursão turística ou mesmo uma jornada em trilhas no meio de uma floresta, montanha etc., ficou claro que para ser conduzido ao melhor caminho, era preciso um bom guia que lhe desse segurança e direção por onde quer que fosse. Na jornada de nossa vida cristã aqui na terra também precisamos de apoio e direção e não há outrocapaz de nos conduzir ao destino certo, senão Deus.

Deus tem um caminho e um plano traçado para cada um dos seus amados. Ele tem um eterno propósito para todos os seus eleitos. Ele tinha um plano para libertar o seu povo do Egito e guiá-los do deserto à terra prometida. Da mesma forma, guiou todos os seus servos, desde Abraãoaté aos apóstolos e todos os cristãos do mundo, incluindo cada um de nós. A direção divina é uma realidade na vida dos servos de Deus (Rm 8.28-29).

Deus afirmou a Davi: “Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob minhas vistas, te darei conselho”. (Sl 32.8). Em Isaías 58.11, encontramos a certeza de que se o seu povo se arrepender e obedecer, “O SENHOR te guiará continuamente…”. A direção de Deus na vida do seu povo é o tema principal do Salmo 25 e podemos destacar os seguintes versículos: “Bom e reto é o SENHOR, por isso, aponta o caminho aos pecadores. Guia os humildes na justiça e ensina aos mansos o seu caminho[…] Ao homem que teme ao SENHOR, ele instruirá no caminho que deve escolher”. (vs 8, 9, 12).

Poderíamos citar muitos outros textos bíblicos que confirmam que podemos confiar na direção de Deus. Para ratificar a direção correta no coração dos seus servos, o Senhor nos deu o Espírito Santo, que é o nosso instrutor permanente e mora no coração de todo aquele que tem a Cristo Jesus como seu Senhor e Salvador. Deus nos guia através da oração, da sua Palavra, de nossos pais, de conselhos de pessoas tementes a ele eaté através das circunstâncias. Mas, se existe um modo certo de honrar o Espírito Santo como nosso guia, é honrando-o através das Sagradas Escrituras, a direção que Deus nos dá para moldarmos nossa vida (Sl 119.35).

Vale a pena mencionar que a orientação certa de Deus para o caminho a ser seguidonão é garantia de uma vida livre de problemas.Os problemas nem sempre são sinais de que você está fora do caminho, mas um aviso que o ajudará a verificar a sua própria conduta diante de Deus. Lembre-se do apóstolo Paulo, que mesmo seguindo a direção do Espírito Santo, encontrou grandes tribulações em sua caminhada (Atos 15 a 18). Com o nosso mestre Jesus não foi diferente, para seguir a direção de Deus, ele suportou várias aflições até o triunfo final da ressurreição.

Logo, quando Deus guia a nossa vida, todas as coisas acontecem de acordo com sua vontade e para sua própria glória. Davi entendeu e proclamou essa verdade através do verso 3b do Salmo 23: “…Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome.” J. L. Packer [1], ao examinar esse assunto registrou: “Deus não nos guia apenas no sentido de nos mostrar seu caminho para que possamos trilhá-lo; Ele quer nos guiar também no sentido mais fundamental assegurando que, aconteça o que acontecer, quaisquer sejam os erros contidos, chegaremos seguros ao lar”.

Que o nosso guia e protetor seja sempre o Senhor!

 

Pr. Fábio B. Coutinho

 

[1]Packer, J. L. O Conhecimento de Deus. 5ª edição. São Paulo: Mundo Cristão, 1996, pg. 223.

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *