Por que Você Deveria Ter Cuidado ao Usar o Instagram

Por que Você Deveria Ter Cuidado ao Usar o Instagram

O Instagram foi a rede social que mais cresceu em todo o mundo nos últimos anos[1]. Segundo o atual levantamento da empresa já são mais de 700 milhões de usuários ativos[2], ou seja, uma em cada dez pessoas no planeta interage por meio da plataforma – e a tendência é que esse número continue crescendo nos próximos anos.

O que o diferencia das outras plataformas, como Facebook e Twitter, por exemplo, é o modo como se dá a interação entre seus usuários: principalmente, por meio de fotos e vídeos. Enquanto o Facebook e o Twitter priorizam também os textos, o Instagram prioriza as imagens – uma vez que estudos na área têm demonstrado ser a memória humana mais apta a gravar imagens do que textos[3]. Talvez, seja essa a principal razão de tanto sucesso.

Contudo, alguns cuidados são necessários aos cristãos que usam essa plataforma. Abaixo, destaco o que penso ser os três principais motivos para sermos cautelosos ao usá-la:

  1. Cuidado com a ostentação. O Instagram tem sido usado como meio de ostentar riquezas, viagens luxuosas, roupas de grifes famosas e tudo o mais que o mundo crê ser o fundamento da verdadeira felicidade. Obviamente, não há problema em fazer boas viagens, comprar boas roupas e compartilhar bons momentos, afinal é para isso que a plataforma serve. O problema é que, de modo geral, a modéstia tem passado longe de lá. Comumente, o que se vê são pessoas disputando o “cargo” de maior ostentador do ano. Então, todo cuidado é pouco, tanto na hora de postar quanto na hora de apreciar o que foi postado. Lembre-se das palavras de Paulo: “…nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes” (1Tm 6.6-8).
  1. Cuidado com a sensualidade. Do mesmo modo, o Instagram também tem sido muito utilizado para o compartilhamento de fotos sensuais (quando não pornográficas) e, infelizmente, alguns cristãos têm perdido o crivo ao postar suas fotos. Esquecem-se de que Deus condena, veementemente, a sensualidade (Gl 5.19; 1Jo 2.16; 1 Co 6.9-11; 1Tm 2.9; entre tantos outros) e usam a plataforma para expor seus corpos, a fim de encontrar no desejo alheio a valorização que tanto procuram. Então, tome cuidado com a sensualidade. Seja criterioso com suas as postagens e mais criterioso ainda com o que seus olhos veem. Não troque sua santidade por likes.
  1. Cuidado com o tempo. Outro aspecto importante é o tempo investido na plataforma. Entre uma curtida aqui, um vídeo ali, horas diárias são gastas com a observação da vida alheia. Horas que poderiam ser melhor aproveitadas – na leitura de um bom livro, por exemplo. Isso sem falar nos cristãos que não encontram tempo para orar e ler a Palavra de Deus, mas não passam um dia sem checar ao menos 5 vezes suas redes sociais. Como disse certa vez John Piper, “uma das maiores utilidades do Twitter e do Facebook [e do Instagram, é claro] será provar no último dia que a falta de oração não era por falta de tempo”. Então, seja cuidadoso no tempo gasto na plataforma. Lembre-se de que há vida fora do Instagram!

Sobretudo, considere que sua missão é refletir Cristo não só no mundo real, mas também no universo virtual. Isso deve ocorrer tanto no Instagram como nas outras plataformas.

Eron Franciulli C. Jr

[1] http://www.aguerradoseo.com.br/infografico-dados-do-instagram-em-2017

[2] http://tecnologia.ig.com.br/2017-04-28/instagram-em-numeros.html

[3] http://www.aguerradoseo.com.br/infografico-dados-do-instagram-em-2017

0 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *