Três Maneiras Práticas de Honrar os Mais Velhos

Três Maneiras Práticas de Honrar os Mais Velhos

Não é preciso muito esforço para perceber que a sociedade ocidental tem depreciado o valor, a capacidade e a sabedoria de seus idosos. O aumento expressivo do número de asilos parece apontar esse descaso por parte de alguns, especialmente daqueles que não deveriam se omitir no cuidado e na honra aos seus progenitores.[1]

Vê-se ainda, de modo mais nítido, o reflexo dessa triste realidade em várias áreas da atividade humana, como nos esportes, nas artes, na educação, no mercado de trabalho, etc. Nelas, a maior parte do valor atribuído ao individuo está diretamente relacionada a sua juventude e seu envelhecimento não é visto mais como sinal de maturidade, mas sim de ineficiência, limitação e importunação.

Talvez isso seja reflexo de uma sociedade que tenta a todo custo ignorar a brevidade da vida e as dificuldades inerentes à terceira idade (Ec 12.1-8). As pessoas se esquecem de honrar os mais velhos porque na verdade estão tentando suprimir o que a velhice significa e implica a todo ser humano.

Entretanto, a Bíblia exige que o cristão pense, sinta e aja de maneira diferente no que diz respeito à honra devida aos mais velhos (Êx 20.12; Ef 6.1-3; 1Tm 5.1-2; 1Pe 5.5)[2]. O próprio Senhor Jesus criticou duramente os religiosos de seu tempo por se omitirem na prática desse dever (Mt 15.1-20). Sendo assim, abaixo seguem ao menos três maneiras práticas de honrar os mais velhos. Não se trata de uma lista exaustiva, mas abrange boa parte dos pontos negligenciados por muitos.

  1. Honrar é servir/cuidar. Honrar os mais velhos é servi-los em suas necessidades, que aumentam com o avanço da idade. Como cada pessoa possui necessidades diferentes o serviço prestado poderá tomar formas variadas. Por vezes, servir será simplesmente oferecer boa companhia em um café da tarde ou ajudar com as compras do mês. Por outras, servir poderá demandar o cuidado mais básico para existência, como o de higiene e alimentação. Não importa a forma, é dever do cristão honrar os mais velhos, servindo-os em suas necessidades físicas, financeiras, sociais, emocionais e espirituais sempre que possível.
  1. Honrar é respeitar/ouvir. Honrar os mais velhos é também respeita-los em suas opiniões, limitações e vontades. Ao contrário do que alguns tolamente pensam, o valor que cada ser humano criado à imagem de Deus possui não se esvazia com a chegada dos cabelos grisalhos. Dessa maneira, desconsiderando apenas os casos nos quais o respeito oferece risco à saúde, bem-estar e vida da pessoa, é dever de cada cristão respeitar os mais velhos. Isso vai desde ouvir e considerar suas opiniões e vontades até ser paciente e amoroso com suas limitações e dificuldades.
  1. Honrar é valorizar/aprender. Honrar os mais velhos é ainda valoriza-los. É tolo aquele que não valoriza o esforço, o conhecimento e a sabedoria das pessoas que já experimentaram em boa medida as alegrias e as dores da vida. Certamente, há muito o que aprender com eles. De modo prático, a valorização pode vir em forma de um simples conselho sobre decisões a tomar ou até mesmo em forma de reconhecimento público de todo bem prestado à família e à sociedade por aquela pessoa.

Enfim, é impossível que uma pessoa honre a Deus se ela se omite na honra devida àqueles que o próprio Deus colocou como autoridades sobre ela. Nesse sentido, honrar os mais velhos é evidenciar a honra devida ao Senhor. Portanto, servi-los, respeita-los e valoriza-los são boas maneiras de começar a colocar em prática esse dever.

Eron Franciulli Coutinho Jr

[1]https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/07/total-de-idosos-que-vivem-em-abrigos-publicos-sobe-33-em-cinco-anos.shtml

[2]Como coloca o Catecismo Maior de Westminster, em sua pergunta 124, “…as palavras “pai” e “mãe”, no quinto mandamento, abrangem não somente os próprios pais, mas também todos os superiores em idade e dons, especialmente todos aqueles que, pela ordenação de Deus, estão colocados sobre nós em autoridade, quer na Família, quer na Igreja, quer no Estado”.

 

One Comment

  1. Sonia Dangas

    As pessoas precisam lembrar que a vida passa rápido, até demais, e logo serão eles que estarão na mesma situação; velhos!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *