Você Conhece o Aniversariante?

Você Conhece o Aniversariante?

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai” (Jo 1.14)

Não é incomum ouvir histórias sobre “penetras” em festas de aniversário. Estamos no final de mais um ano e próximos da celebração do natal – o aniversário do Rei Jesus. É interessante observarmos que muitos que celebram o natal não conhecem o aniversariante, são verdadeiros intrusos na grande festa que é celebrada em quase todo o mundo.

Apesar do natal ser celebrado há mais de 2.000 anos, existem aqueles que o celebram simplesmente porque se trata de um feriado que representa uma grande festa da cultura ocidental. Entretanto, tais pessoas não tiveram a benção de conhecer genuinamente o aniversariante e dirigir a Ele palavras de louvor e gratidão por sua vinda à terra.

João, em seu evangelho, afirmou: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o verbo era Deus.” Antes do verbo habitar entre nós e ser a luz do mundo, Ele ERA, e pela sua palavra, todas as coisas foram criadas e vieram a existir. Jesus criou o mundo antes de entrar nele.

João Batista, ainda no ventre de sua mãe, estremeceu diante do Rei Jesus. Os magos reconheceram sua majestade. Simeão, tomou o bebê em seus braços e louvou a Deus por ter conhecido Jesus. Muitos encontraram e conheceram a Cristo como Senhor e Salvador e ainda hoje outros o tem encontrado.

O profeta Isaías o descreveu da seguinte forma: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.” (Is 9.6)

João, no Apocalípse, já após a ressurreição do Senhor Jesus, descreveu-o da seguinte maneira: “…um semelhante a filho de homem, com vestes talares e cingido, à altura do peito, com uma cinta de ouro. A sua cabeça e cabelos eram brancos como alva lã, como neve; os olhos, como chama de fogo; os pés, semelhantes ao bronze polido, como que refinado numa fornalha; a voz, como voz de muitas águas.” (Ap 1.13-15)

O próprio Jesus assim se descreveu a João: “…Não temas; eu sou o primeiro e o último e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno.” (Ap 1.17-18).

O bebê que nasceu em Belém cresceu, tornou-se homem e cumpriu todos os desígnios de Deus. Ele quer ser conhecido e tem buscado aqueles pelos quais morreu. Um dia virá como justo juiz e julgará o mundo.

Enquanto isso, devemos celebrar a vinda do Senhor Jesus, mas antes de adentrarmos nas celebrações do natal, com nossos familiares e amigos, precisamos perguntar a nós mesmos: conhecemos realmente o aniversariante ou seremos “penetras” nessa festa?

Que essa seja uma celebração de intensa felicidade, e que nossos olhos e corações estejam, pela fé, postos na presença santa e sublime do aniversariante Jesus!

Pr. Fábio Borges Coutinho.

2 Comments

  1. Maria Terezinha Borges Coutinho

    Desde o dia em que encontrei Jesus,minha vida mudou completamente! E foi você Fábio(meu querido filho), que me proporcional essa alegria de viver para Ele!!!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *